quarta-feira, 13 de julho de 2011

Cheiro de flor

        Flor minha;
       Quando sinto o seu cheiro
       Este mesmo que me enlouquece
       Que tanto me faz bem
       E que tanto me faz mal também
       Cheiro este que me embriaga
       Me entorpece
       Sei que por um momento ;
       Estes minutos serão eternos...
    
       Seu cheiro aguça meus sentidos
       Desperta em mim os sentimentos mais intimos
       Sinto o cheiro
       Da confusão dos meus pensamentos
       Da profusão dos meus sentimentos
       Misturam-se assim
       Tudo que é sagrado e profano em mim!


       Meu coração dispara;
       Quando sinto o seu cheiro de flor
       Que é para mim o cheiro do amor
       Das coisas pra se sonhar
       Coisas pra se sentir
       Tão reais e irreais
       Porque seu cheiro é assim
       Entra e sai do meu sonho pra realidade
      Dono dos meus pensamentos
      Dono do meu tempo
      Do meu espaço;do meu corpo;
      Dono do meu ser
      Dono de mim...